Rabobank sobre a avicultura: Tem que manter o equilíbrio!

Em seu novo relatório para o quarto trimestre de 2020, o Rabobank aponta que – não só neste final de ano, mas também no início de 2021 – a avicultura mundial deve continuar operando em um mercado bastante volátil. A maior pressão, observa, virá dos segmentos que operam com o produto final (atacado e varejo) e, nesse contexto, o grande desafio para o setor produtivo será manter o equilíbrio.

O banco não descarta a possibilidade de ocorrência de novas ondas de Covid-19 (o que, aliás, já vem sendo registrado), situação que contribui para aumentar os altos e baixos do mercado e agrava a crise econômica. Sob esse panorama, o que irá orientar os mercados serão os preços.

Avaliando essas tendências, Nan-Dirk Mulder, Analista sênior do Rabobank, comenta ser esperado ligeiro aumento na produção avícola mundial como resultado, principalmente, da expansão na China e no Vietnã (países em que a PSA reduziu a disponibilidade de carne suína) e, ainda, nos EUA. “O resto do mundo estará operando em um ambiente de redução da produção”.

Dessa forma, o grande problema para o comércio global não está na maior oferta e, sim, na menor procura, visto que a maioria dos mercados importadores vem reduzindo o volume adquirido.

Com a crise desencadeada pela PSA, os países mais afetados se tornaram o foco dos exportadores. Mas à medida que a produção desses países se recupera, aumenta o risco desses exportadores.

Hoje, países exportadores como Brasil, EUA e Rússia centram suas vendas na China. Os volumes exportados se expandem rapidamente, mas à custa de concessões nos preços – observa o Rabobank.

Outro influenciador de mercado é a Influenza Aviária, que permanece como um desafio contínuo. Novos casos foram detectado recentemente no Vietnã e na Austrália. E os riscos agora aumentam para os exportadores do Hemisfério Norte com a chegada do Inverno.
Conclusão do Rabobank: o principal desafio para os produtores frente à volatilidade dos mercados será o de encontrar o equilíbrio entre oferta e demanda. “A experiência até agora acumulada mostra como isso vem sendo difícil”.

Fonte: Avisite

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *