NR-12 – Procedimentos de trabalho e segurança

      Nenhum comentário em NR-12 – Procedimentos de trabalho e segurança

Em qualquer empresa devem ser elaborados procedimentos de trabalho e segurança específicos, padronizados, com descrição detalhada de cada tarefa, passo a passo, a partir da análise de risco. Dentro de uma planta industrial é importante, todos os dias, trabalhar com segurança e com disciplina. O fato de os equipamentos terem dispositivos de segurança não assegura a possibilidade de um acidente.

Os procedimentos de trabalho e segurança não podem ser as únicas medidas de proteção adotadas para se prevenir acidentes, são considerados complementos e não substitutos das medidas de proteção coletivas necessárias para a garantia da segurança e saúde dos trabalhadores.

Ao início de cada turno de trabalho, ou após nova preparação da máquina, ou equipamento, o operador deve efetuar inspeção rotineira das condições de operacionalidade e segurança e, se constatadas anormalidades que afetem a segurança, as atividades devem ser interrompidas, com a comunicação ao superior hierárquico. Em uma planta que opera em turnos o correto é ter um livro de ocorrências com o líder de setor, no qual deve -se anotar todos os defeitos e paradas que ocorrerem ao longo do seu turno como no exemplo abaixo:

 

Data

Turno Equipamento Problemas Tempo parado

Operador

 

Com esse modelo o operador responsável deixa os recados necessários para o próximo turno acompanhar o equipamento caso tenha algum problema. E ao final do mês é possível fazer uma análise econômica, observando o tempo de máquina parada x descarte de processo x frequência de paradas. Gerando assim um relatório financeiro, o justificará ou não a troca de equipamentos, melhorias e ou aquisição de uma linha suplementar.

Os serviços em máquinas e equipamentos que envolvam risco de acidentes de trabalho devem ser planejados e realizados em conformidade com os procedimentos de trabalho e segurança, sob supervisão e anuência expressa de profissional habilitado ou qualificado, desde que autorizados.

Os serviços em máquinas e equipamentos que envolvam risco de acidentes de trabalho devem ser precedidos de ordens de serviço – OS – específicas, contendo, no mínimo:

  1. a) a descrição do serviço;
  2. b) a data e o local de realização;
  3. c) o nome e a função dos trabalhadores;
  4. d) os responsáveis pelo serviço e pela emissão da OS, de acordo com os procedimentos de trabalho e segurança.

O projeto deve levar em conta a segurança intrínseca da máquina ou equipamento durante as fases de construção, transporte, montagem, instalação, ajuste, operação, limpeza, manutenção, inspeção, desativação, desmonte e sucateamento, sendo observadas as normas de segurança para garantir a saúde e a integridade física dos trabalhadores, o que  já comentamos em outros textos da NR-12. O projeto da máquina ou equipamento não deve permitir erros na montagem ou remontagem de determinadas peças ou elementos que possam gerar riscos durante seu funcionamento, especialmente quanto ao sentido de rotação ou deslocamento.

Durante uma montagem ou remontagem após uma manutenção, o equipamento deve conservar as mesmas características de quando foi adquirido. Não deve sobrar ou faltar peças após a finalização da montagem e o equipamento deve ser testado para averiguar se tudo foi implementado conforme normas do fabricante.

Qualquer máquina ou equipamento fabricado ou importado após a vigência desta Norma deve prever meios adequados para o seu levantamento, carregamento, instalação, remoção e transporte, conforme comentamos no texto “Movimentação de cargas e aspectos ergonômicos”.

E da mesma forma devem ser previstos meios seguros para as atividades de instalação, remoção, desmonte ou transporte, mesmo que em partes. Esse assunto tratamos em outros dois textos anteriormente, “Arranjo Físico e Instalações” e “Meios de Acesso Permanentes”.  Essas duas normas trabalham a parte de movimentação do equipamento, quando ele chega na empresa, quando é feito alguma modificação no lay out, e qual o melhor maneira de ter acesso ao equipamento para o desenvolvimento de um bom trabalho.

Todo e qualquer equipamento que não atenda aos requisitos da NR-12 não podem ser comercializados, tudo por questão de segurança.

Atualmente, além de comprar um equipamento, precisamos comprar segurança, pois existem ambientes de trabalho com alto grau de risco de acidente, e a NR-12 busca orientar da melhor forma empresas e funcionários em como ter um equipamento seguro e com alta produtividade.

Vou ficando por aqui, um forte abraço e até a próxima.

Textos Anteriores:

NR12 – Prevenindo Acidentes e aperfeiçoando equipamentos;

NR12 – Elaboração de manual de instrução para maquinas e equipamentos;

NR12 – Operadores e Capacitação.

NR-12 – Movimentação dos equipamentos e aspectos ergonômicos;

NR-12 – Arranjos Físicos e Instalações;

NR-12 – Sinalização;

NR-12 – Meios de Acessos permanentes.

NR-12 – Sistemas de Segurança.

Eng. Rafael Resende Silva.

Skype: eng.rafaelrs

Portal R2S

 

 

 

Deixe uma resposta