Do Instagram para a mesa: consumo de ovo cresceu 10,6% no Brasil

Ainda assim, brasileiros ficam atrás da média mundial per capita calculada pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura.

A imagem que se tornou a mais curtida de todos os tempos no Instagram — e que, por conta disso, virou notícia — foi a de um ovo. Até esta quinta-feira (17), acumulava mais de 47 milhões de curtidas.

Mas não é apenas na rede social que a proteína faz sucesso. Nas mesas brasileiras, o produto também agrada. O consumo per capita no país cresceu 10,6% no ano passado em relação a 2017.

Da mesma forma, a produção do Brasil ficou maior: foram 44,49 bilhões de unidades, alta de 11,4% sobre o ano anterior. A exportação também teve crescimento expressivo: 80,3% somando 10,89 mil toneladas. O principal destino foram os Emirados Árabes Unidos.

A atividade também tem peso para o Rio Grande do Sul, que é o segundo maior exportador de ovos do Brasil, com 3,43 mil toneladas.

— Toda a notícia positiva sobre ovos é boa, e essa tem ainda mais força por ser nas redes sociais, onde as pessoas dedicam tempo expressivo. Esse movimento se soma às ações que temos feito para incentivar o consumo, não só de ovo, mas de frango e derivados — observa José Eduardo dos Santos, diretor-executivo da Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav).

Fonte: Gaucha ZH

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *