Confira sete alimentos que você não pode oferecer a seu gato de jeito algum

É preciso ter cuidado para não deixar seu pet chegar perto desses alimentos.

Krysten Merriman / Pexels
Krysten Merriman / Pexels

Por mais fofinho que seja seu gato, nunca se esqueça de que, em termos de alimentação, felinos são carnívoros e necessitam de uma dieta de acordo com sua natureza. Contudo, com a proximidade que temos com eles, vira e mexe oferecemos nossos alimentos como petiscos. Até podemos dispor de pequenas porções do que comemos para fazer um agradinho sem apresentar grandes problemas à saúde deles. Mas é preciso ter cuidado! A doutora em Nutrição de Cães e Gatos Geruza Silveira Machado elaborou uma lista de alimentos que você não pode oferecer a seu gatinho de jeito nenhum.

Cebola

As cebolas possuem “n-propil disulfito”, substância que pode provocar um tipo grave de anemia nos gatos, que são altamente sensíveis a essa ela.

Animais filhotes (até 45 dias de vida) podem consumir o leite, pois nesta fase possuem a produção da enzima lactase, que digere a lactose. Após esse período, em animais adultos, o leite pode desencadear diarreia e vômito, pois o animal não consegue metabolizar a lactose. Por ser rico em cálcio, também pode contribuir para a formação de pedras nos rins.

Café

Estimula o sistema nervoso central devido à cafeína, acelerando o metabolismo do animal, podendo causar taquicardia em felinos hipertensos.

Chocolate

A substância tóxica presente no chocolate é a Teobromina, um alcalóide derivado do cacau. Com efeito estimulante no sistema nervoso central e no coração, também é diurética e rapidamente absorvida após a ingestão, podendo desencadear arritmias cardíacas no animal. Os gatos e os cães não conseguem metabolizar essa substância que acaba se acumulando no organismo, razão pela qual atinge quantidade tóxicas.

Uvas

Grandes quantidades de uva podem proporcionar aos gatos lesão renal aguda.

Semente de Linhaça Crua

Contém ácido erúcico, que pode intoxicar os pets.

Carambola

Nesta fruta, encontramos a caramboxina, toxina que pode provocar alterações neurológicas e condenar o rim de animais que já apresentam alguma disfunção. A carambola também é fonte de ácido oxálico, que favorece a formação de cristais e cálculos de oxalato de cálcio, patologia bastante comum em felinos domésticos.

Fica a dica

A base da alimentação dos gatos domésticos deve ser alimentos completos e balanceados, secos ou úmidos. Também é importante evitar excessos alimentares que podem ocasionar casos como diarreias ou favorecer o aparecimento de cálculos renais, a obesidade e até mesmo diabetes.

Fonte: Gauchazh

Deixe uma resposta